Colecionador de rádios antigos disposto a doar para Museu regional

No Município de Monte Castelo, existe um senhor, taxita aposentado que mantem em sua casa uma coleção de mais de 200 rádios antigos, fabricados em diversos países, um acervo valiosismo que ele não vende em hipótese alguma a ninguém e por nenhum valor.

O Sr Miguel, começou com essa ideia de colecionar e restaurar rádios e outras antiguidades quando fazia todos finais de semana corridas para um passageiro em seu táxi, levando ele para se tratar em uma cidade vizinha a mais de 20 anos, e fez uma amizade com esse homem. Depois de algum tempo o amigo do sr Miguel veio a falecer e a viúva deu pra ele de presente um radio antigo que pertencia a ele. Então ele gostou muito daquele objeto e começou a perguntar para seus passageiros e amigos se pertenciam rádios e antiguidades e os mesmo foram vendendo e doando para o Sr. Miguel. Dai veio a ideia de abrir uma oficina de antiguidades e restaurar essas peças. Ele afirma que não vende nenhuma peça e que recebe ofertas diariamente de colecionadores muito generosas.

A coleção do Sr Miguel conta com um acervo de rádios antigos, maquinas de costurar e outros artigos muito interessantes em perfeito funcionamento já restaurados, ele já teve vontade de disponibilizar isso para exposição no museu da cidade porem não houve interessa da prefeitura e dos órgãos públicos. Ele Diz que até pode vender peças nas quais já tenha mais de 1 modelo, porem jamais vende as peaças únicas, sendo que tem 15 modelos repetidos, fica a dica para quem está procurando adquirir algum radio antigo.

Mas tudo isso começou graças ao amigo e cunhado do Sr miguel, que arrumava vários rádios e equipamentos antigos para ele. Vendo todo esse interesse sobre o funcionamento dos rádios, das tele novelas, jogos de futebol e outros sucessos da rede AM do radio antigo, eles iniciaram uma grande parceria nessa coleção. Eles contam que para ser um restaurador de rádios, basta ter noções básicas de eletrônica, para aplicar os reparos e substituições dos componentes elétricos do rádio e carpintaria para poder realizar a restauração da carcaça e acabamento.

Os rádios antigos podem conter várias formas e estilos, alguns pode até imitar formas e objetos. Existem exemplares raros e caríssimos que pode ser vendidos por até R$1.000.000,00 de reais para colecionadores dispostos a pagar.

Um Rádio simples com baixo índice de raridade, da década de 30, pode chegar a R$5.000,00 reais em média. Os primeiros rádios portáteis surgiram na década de 50, um deles foi o modelo da Emerson que já vinha com bateria. Depois veio a Sony e desenvolveu as peças em miniaturas originando os rádios mais modernos. Roberto Landel de Moura em 1960 foi o primeiro a transmitir sua voz para o mundo inteiro por intermédio do radio.

Não se sabe ao certo quem inventou  radio, ele se compara a invenção do avião, pois pode se dizer que vários inventos com diferentes autores contribuíram em conjunto para a invenção do radio.

Infelizmente ainda não existe nenhum museu fixo de radio, o que pode acabar apagando essa invenção tão importante como base de toda a técnologia que temos hoje, alem de haver quem diga que o rádio ainda seja um dos meio de comunicação mais eficientes, rápidos e tecnológicos dos dias de hoje!

Separamos uma galeria de imagens com os itens da coleção so SR Miguel, confira:

fabricado em 1959 pela ABC Rádio e Televisão do Nordeste utilizando 5 válvulas 12BE6 12BA6 12AV6 50C5 35W4 tipo rabo quente

 

ABC compacto valvulado.

 

Modelo de radio antigo Valvulado

Radio antigo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *